CUSTOS DE TRANSAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA DA MANDIOCA: O CASO DA REGIÃO DO VALE DO ARAGUAIA (GOIÁS, BRASIL)

Osmar de Paula Oliveira Junior, Alcido Elenor Wander, José Elenilson Cruz, Cleonice Borges de Souza, Cleyzer Adrian da Cunha

Resumo


Esta pesquisa teve por finalidade estudar a cadeia produtiva da mandioca na Região do Vale do Araguaia-GO sob a perspectiva da Nova Economia Institucional e a Economia dos Custos de Transação. Para tanto, procedeu-se à coleta de dados primários através de pesquisa de campo, realizada mediante a aplicação de dois questionários semiestruturados distintos, um deles direcionado aos agricultores familiares mandiocultores, o outro aos demais agentes que compõe a cadeia produtiva da mandioca. Realizaram-se, ao todo, 101 entrevistas e os resultados apontam para a existência de alto índice de informalidade, o que pode levar a uma gestão ineficiente dos custos de transação.


Palavras-chave


estruturas de governança; agricultura familiar; nova economia institucional

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ALMEIDA, L. B. de; MOURA, A. D. de. Avaliação da estratégia de desverticalização da cadeia moveleira de Ubá (MG) e região sob o enfoque dos modelos de decisão de fazer vesus comprar. In: XLIII Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, Anais. Ribeirão Preto, 2005. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2017.

ARBAGE, L.P. Custos de transação e seu impacto na formação e gestão da cadeia de suprimento: Estudo de caso em estruturas de governança híbridas do sistema agroalimentar no Rio Grande do Sul. Tese Doutoramento, Programa de Pós-Graduação em Administração, PPGA/UFRGS, 267 p Porto Alegre, 2004. Disponível em:

=1>. Acesso em: 22 mar. 2017.

ARROW, K. The organization of economic activity: issues pertinent to the choice of market versus nonmarket allocation. In: Congress of The Analysis And Evaluation of Public Expenditure: The Ppbsystem, Washington, DC: U.S. Government, 1969. v. 1. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2017.

AZEVEDO, P. F. Integração vertical e barganha. Tese apresentada junto ao Departamento de Economia da Faculdade de economia e Administração da Universidade de São Paulo, 1996, p. 36.

BATALHA, M. O.; SILVA, A. L. da. Gerenciamento de sistemas agroindustriais: definições e correntes metodológicas. In: BATALHA, M. O. (Org.). Gestão Agroindustrial. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2007. 30, 37 p.

BRASIL. Portal do Planalto: Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2017.

CABRAL, R.M. Custos de transação. In: CALLADO, A. C.C. (Org.). Agronegócio. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

CARVALHO JÚNIOR, L. C. de; OZON, R. T. Análise das transações e das estruturas de governança na cadeia do feijão da região de União da Vitória (Pr). In: Repositório de Conteúdo Digital – UFSC. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2017.

COASE, R.H. The nature of the firm. Economica, v.4, n.16, p.386-405, 1937.

EMATER – Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária – EMATER. Regional Vale do Araguaia. Disponível em: . Acesso em: 05 maio 2017.

EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA TROPICAL. Mandioca – A Raiz do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 28 maio 2017.

EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA. Perguntas e respostas: mandioca. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2017.

ESCÓSSIA, C. O que é mercado SPOT? Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2017.

FARINA, E. M. M. Q.; AZEVEDO, P. F. e SAES, M. S. M. Competitividade: mercado, Estado e organizações. Santa Maria: Singular, 1997.

FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Programa Nacional de Alimentação Escolar. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2017.

GANESAN, S. Determinants of long-term orientation. In: Byer-Seller relationships. Journal of Marketing., v.58, 1994. 3 p. Disponível em: . Acesso em: 01 mai. 2017.

HIRATUKA, C. Estruturas de coordenação e relações interfirmas: uma interpretação a partir da economia dos custos de transação e da teoria Neo-Schumpeteriana. Revista Econ. Empresa, v.4, n.1, p.17-32, 1997.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE cidades. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2017.

KLEIN, P. G. The make-or-buy decision: lessons from empirical studies. Columbia University, Working Papers, n. 7, 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2017.

LOPES, A. B. A Teoria dos Contratos, Governança Corporativa e Contabilidade. In:

IUDÍCIBUS, S. de. LOPES, A. B. Teoria avançada da contabilidade. São Paulo: Atlas, 2004.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2005.

MDS - Ministério do Desenvolvimento Social. Programa de Aquisição de Alimentos. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2017.

NEVES, M. F. Um modelo para planejamento de canais de distribuição no setor de alimentos. 1997. 297 f. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. São Paulo, 1999. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12134/tde-20112001-192217/publico/Tese.pdf >. Acesso em: 18 abr. 2017.

PONDÉ, J. L. Coordenação, custos de transação e inovações institucionais. Texto para discussão n.º 38. Campinas, SP: UNICAMP, 1994, p.15-17.

QUEIROZ, A. M.; SENJU, E. K. A. A abordagem da economia dos custos de transação e da teoria Neo-Schumpeteriana na avicultura de corte: o caso da Perdigão - Rio Verde/Goiás. Revista Alfa, v.1, n.1, 2004.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23 ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, A. C. B. da; ALVES, M. A. V.; AQUINO, D. T. de. A importância da produção da mandioca na comunidade do Castainho - Garanhuns-PE. Breves Contribuciones del I.E.G. n. 22, 2011. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2017.

SHELANSKI, H. A.; KLEIN, P. G. Empirical research in transaction cost economics: a review and assessment. The Journal of Law, Economics & Organization, v.11, n.2, p.335-361, 1995. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2017.

SILVEIRA, S. C.; RATHMANN, R. Uma Análise das tecnologias de informação e comunicação, em relação à redução de custos, sob a ótica da nova economia institucional. Revista Estudos do CEPE. n.34, p.172-201, 2011. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2017.

TRIOLA, M.F. Introdução à Estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

WILLIAMSON, O. Comparative economic organization: the analysis of discrete structural alternatives. Administrative Science Quarterly, v.36, n.2, p.269-296, Jun/1991. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2017.

___________________ The economic institutions of capitalism. New York: Free Press, 1985. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2017.

___________________ Transaction Cost Economics. In: SCHMALENSEE, R; Robert WILLIG, R. (eds). Handbook of Industrial Organization. Amsterdam: North Holland, pp. 135-182, 1989. Disponível em: Acesso em: 24 abr. 2017.

___________________ Transaction cost economics: the governance of contractual relations. In: Journal of Law and Economics, v.22, p.233-261, 1979. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2017.

____________________ The Economics of Governance. In: American Economic Review. v. 95, p. 1-18, 2005. Disponível em: . Acesso em: 28 abr. 2017.

____________________Transaction cost economics: how it works; where it is headed. In: De Economist. V. 146, n. 1, p. 23-58, 1998.

ZYLBERSTAJN, D. Estrutura de governança e coordenação do agribusiness: uma aplicação da nova economia das instituições. 1995. 238f. Tese (Livre Docência) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2017.

_________________ Economia das organizações. In: ZYLBERSTAJN, D.; NEVES, M.F. Economia & gestão dos negócios agroalimentares. São Paulo: Pioneira, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.19093/res7244

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com