O Arranjo Produtivo Local da Apicultura de Mato Grosso: Evolução Recente e Necessidade de Ajustes

Dilamar Dallemole, Alexandre Magno de Melo Faria, Wladimir Colman de Azevedo Junior, Vallência Maíra Gomes

Resumo


Este estudo tem como escopo central avaliar as ações desencadeadas pelas instituições locais junto ao APL da Apicultura de Mato Grosso, avaliando se estão em consonância com o conceito e a metodologia desenvolvida pela Rede de Pesquisa em Sistemas e Arranjos Produtivos e Inovativos Locais (REDESIST). Ainda, visa delimitar os espaços onde a atividade apresenta-se especializada e se estes locais coincidem com a delimitação territorial do arranjo realizada pelo SEBRAE. Para isso, foram utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para estimar o Índice de Concentração Normalizado (ICN), capaz de determinar a base territorial que realmente possui alguma especialização na referida atividade. Tal procedimento, também, revelou que apenas 43% dos municípios apoiados possuem alguma especialização e que os mesmos não compõem uma região, mas sim, grupos de municípios dispersos por todo o estado Mato-grossense.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com