DETERMINAÇÃO DOS PREÇOS DA MADEIRA EM PÉ PARA AS ÁREAS DE FLORESTAS PÚBLICAS DA REGIÃO DO BAIXO AMAZONAS, NO ESTADO DO PARÁ

Antônio Cordeiro de Santana, Ádamo Lima de Santana, Marcos Antônio Souza dos Santos, Jorge Alberto Gazel Yared

Resumo


O artigo propõe uma metodologia fundamentada teoricamente para estimar os preços da madeira em pé (PMP), de modo a refletir o custo de oportunidade dos planos de manejo florestal em áreas de florestas públicas do Baixo Amazonas, estado do Pará. Diferentemente das iniciativas anteriores para estimar o PMP, definiu-se o preço a partir do mercado local de madeira em tora, que além de ser o único nível de mercado para o produto funciona sob concorrência perfeita. Em função disso, os preços refletem o valor econômico das espécies florestais comercializadas. Qualquer outra forma de estimação deste preço que não leve em conta essa condição teórica, enviesa a mensuração do valor econômico da floresta. A média do preço da madeira em pé foi de R$ 37,8/m3. Os preços médios por categoria foram: R$ 18,11/m3 para a categoria C4 (madeira branca), R$ 32,68/m3 para a categoria C3 (madeira vermelha), R$ 54,93/m3 para a C2 (madeira nobre) e R$ 87,60/m3 para a categoria C1 (madeira especial). A partir desses preços, foi determinado o valor dos contratos para a concessão florestal na região do Baixo Amazonas.

Palavras-chave


Manejo florestal; Madeira tropical; Concessão florestal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com