OS INSTRUMENTOS AVALIATIVOS UTILIZADOS NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II EM DUAS ESCOLAS DIFERENTES DE BOA VISTA - RORAIMA

Aluizio Andrade de Castro Junior, Enia Maria Ferst, Bianca Maíra de Paiva Ottoni Boldrini

Resumo


A presente pesquisa tem como objetivo, analisar os principais instrumentos avaliativos utilizados pelos professores na disciplina de Ciências Naturais e suas contribuições para o processo de ensino e aprendizagem. Esta pesquisa foi realizada em duas escolas da zona urbana do Município de Boa Vista - Roraima. A coleta de dados foi através da aplicação de questionários contendo perguntas objetivas e subjetivas utilizados para entrevistar dois professores que ministram aula de Ciências Naturais para as turmas de 6º ano do ensino fundamental II. Em relação ao tipo de pesquisa, utilizamos a pesquisa de abordagem qualitativa e descritiva, já em relação aos procedimentos técnicos, abordou-se a pesquisa bibliográfica e o estudo de caso. Em relação aos resultados alcançados, percebeu-se que os professores de Ciências Naturais utilizam de vários instrumentos avaliativos para auxiliar suas práticas pedagógicas, a utilização de instrumentos alternativos diversificados contribui para uma prática avaliativa de forma eficiente e eficaz, desde que adequados para as diferentes naturezas de aprendizagem dos alunos.


Palavras-chave


Instrumentos avaliativos; Recurso didático; Ensino-aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, G. M. Avaliação: o olhar dos alunos. In: ALVARENGA, G. M. (org). Avaliação: o saber na transformação do fazer. Londrina: Núcleo de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional, Editora da UEL, 2002.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases. Ministério da Educação e do Desporto: Secretaria da Educação Fundamental: Brasília, 1996.

BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais. Ministério da Educação e do Desporto: Secretaria da Educação Fundamental: Brasília, 1997.

CABRAL, I. V.; PENA, R. C. A. A prática avaliativa empregada pelos docentes do Ensino Superior do curso de Licenciatura Plena em Letras do Instituto do Ensino Superior do Amapá- IESAP, 2010.

CID, M. & FIALHO, I. (2011). Critérios de avaliação. Da fundamentação à operacionalização. In I. Fialho & H. Salgueiro (Orgs). Turma Mais e sucesso escolar. Contributos teóricos e práticos, pp. 109-124. Évora: Centro de Investigação em Educação e Psicologia – Universidade de Évora [ISBM: 078-989-8339-10-2]

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONÇALVES, Andreia. Os desafios da avaliação da aprendizagem nas series iniciais do fundamental, 2010. Disponível em: http://www.uel.br/ceca/pedagogia/pages/arquivos/ANDREIA%20GONCALVES.pdf. Acesso em 21. Março. 2018.

HADJI, Charles. Avaliação Desmistificada. Porto Alegre: ARTMED, 2001.

HAYDT, Regina Célia Cazaux. Curso de Didática Geral. São Paulo: Ática 1994, p. 286-319.

HOFFMANN, J. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 1995.

HOFFMANN, J. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2005.

KRASILCHIK, M. Práticas do ensino de biologia. São Paulo: EDUSP, 2004.

LUCKESI, C. C. Prática decente e avaliação. Rio de Janeiro: ABT, 1990.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo: Cortez, 2002.

LUCKESI, C. C. O que é mesmo o ato de avaliar a aprendizagem? Pátio, Rio Grande do Sul, n.12, p. 6-11, fev/mar. 2018.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: componente do ato pedagógico. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LUCKESI, Cipriano C. Avaliação da aprendizagem escolar. 13º ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez 2002

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 7.ed.São Paulo: Cortez, 2003.

MATOS, M. S. P. B.; FARIA. T. L.; SANTOS, I. H.; OLIVEIRA, M. S.; HIGUCHI, P. C. F. Reflexão sobre avaliação escolar e seus instrumentos avaliativos. XI Congresso Nacional de Educação EDUCERE. 2013.

ROMÃO, J. E. Avaliação dialógica: desafios e persperctivas. 9 ed., São Paulo: Cortez, 2011.

ROSA, Nara Beatriz Kreling da Rosa. A interação professor-aluno: significações de alunos de quinta série do ensino fundamental sobre os signos não-verbais. Dissertação (Mestrado Linguagem e Processos de Aprendizagem). Programa de Pós-Graduação em Letras do Centro Universitário Ritter dos Reis. Porto Alegre, 2009.

SANT’ANNA, Ilza Martins. Por que avaliar? Como avaliar? Critérios e instrumentos. 7. ed. Vozes. Petrópolis 2001.

SANTOS, Monalize Rigon da; VARELA, Simone. A Avaliação como um Instrumento Diagnóstico da Construção do Conhecimento nas Séries Inicias do Ensino Fundamental. Revista Eletrônica de Educação. Ano I, No. 01, ago. / dez. 2007.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Avaliação: concepção dialética libertadora do processo de avaliação escolar. São Paulo: Libertad, 1995.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação: Mito e Desafio. Uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação 2003.

HOFFMANN, J. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. 7. Ed. Porto Alegre: Mediação, 1993.

VERGARA, Sylvia Constant. Projeto e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 1998.

ZANON, Denise Puglia. ALTHAUS, Maiza Margraf. Instrumentos de avaliação na prática pedagógica universitária. 2008. Disponível em: . Acesso em: 06 fev. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.