REFERENCIAIS EPISTEMOLÓGICOS DAS PESQUISAS SOBRE SABERES DOCENTES DOS PROFESSORES DE FÍSICA

José Eugênio Brum da Rosa, Elizângela da Silva Barbosa Ramos, Josefina Diosdada Barrera Kalhil

Resumo


Este trabalho apresenta o resultado de um estudo exploratório sobre as pesquisas realizadas abordando a temática dos saberes docentes dos professores de Física e teve como objetivo geral fazer um levantamento das correntes epistemológicas que guiaram tais pesquisas. O estudo se deu por meio da análise de artigos publicados em periódicos brasileiros e estrangeiros e de teses defendidas em programas de doutoramento no Brasil, no período compreendido entre 2007 e 2017. O levantamento foi realizado em publicações classificadas como Qualis A1 ou A2 pela CAPES. Em linhas gerais obtivemos que 51% das pesquisas analisadas não faz menção direta à epistemologia a qual se filia, 33 % adota a Epistemologia da Prática, de Maurice Tardif e 15% adotam outras epistemologias. Constatamos, também, uma supremacia no número de artigos brasileiros em comparação aos estrangeiros.


Palavras-chave


Estado da Arte; Saberes docentes; Professores de Física; Epistemologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M.C. Um itinerário do pensamento de Edgar Morin. Caderno IHU Ideias, São Leopoldo, ano 2, n. 18, p. 01-20, abr. 2004. Disponível em: . Acesso em: 16/07/2019.

ALMEIDA, P. C. A.; BIAJONE, J. Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 33, n. 2, p. 281-295, ago. 2007. Disponível em: . Acessado em: 12/07/2019.

BACHELARD, G.A Formação do Espírito Científico: Contribuição para uma psicanálise do conhecimento. 1ª ed. 5ª reimpressão. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto Editora, 2005.

______. A epistemologia. Tradução de Fátima Lourenço Godinho e Mário Carmino Oliveira. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2006.

BARROS, J. D. Resenha: A Inteligência da Complexidade. Revista Mestrado, Vassouras, v. 4, Ed. Especial, p. 167-174, 2002. Disponível em: . Acesso em: 27/05/2017.

BATISTA, G. S.; GOUVEIA, R. A.; CARMO, R. O. S. A epistemologia da prática profissional docente: observações acerca de alguns desafios atuais. Ensino em Revista, Uberlândia, v. 23, n. 01, p. 49-69, 2016. Disponível em: . Acesso em: 11/06/2017.

BRASIL. CAPES. Documento de Área – Ensino. Avaliação Quadrienal. Brasília: Diretoria de Avaliação CAPES, 2016. Disponível em: . Acessado em 16/07/2019.

BRIONES, G. Epistemología de las ciencias sociales. Bogotá: ARFO editores e impressores Ltda, 2002.

BUNGE, M. Epistemología. 3ª ed. Buenos Aires: Siglo XXI, 2002.

CARDOSO, A. A.; DEL PINO, M. A. B.; DORNELES, C. L. Os saberes profissionais dos professores na perspectiva de Tardif e Gauthier: contribuições para o campo de pesquisa sobre os saberes docentes no Brasil. In: ANPED Sul –Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 2012, Caxias do Sul. Anais...Caxias do Sul: 2012. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedSul/9anpedSul/paper/viewFile/668/556/. Acessado em 13/07/2019.

CASTAÑON, G. Introdução à epistemologia. São Paulo: E. P. U., 2007.

CEZARE, P. S. L.; ANDRADE, M. A. B. S. de. A epistemologia de Bachelard e a construção do conceito de adaptação das espécies. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 53-73, dez. 2016.Disponível em: . Acesso em: 02/05/2017.

CLEBSCH, A. B. Abordagem do tema epistemologia na formação de professores de Física. In: X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – X ENPEC, 2015, Águas de Lindóia. Anais...Águas de Lindóia:2015. P. 01-08. Disponível em: . Acesso em 10/07/2019.

DINIZ-PEREIRA, J. E. A epistemologia da experiência na formação de professores: primeiras aproximações. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente, Belo Horizonte, v. 02, n. 02, jun. 2010.

FÁVERO, A. A., TAUCHEN, G. Epistemologia da complexidade e didática complexa: princípios e desafios. Educação e Filosofia. Uberlândia, v. 27, n. 53, p. 175-192, jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 25/05/2017.

FERNANDES, J. V. Saberes, competências, valores e afectos necessários ao bom desempenho profissional do/a professor/a. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2001.

FERREIRA, N. A. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002. Disponível em: . Acesso em: 15/04/2017.

FRANCELIN, M. M. Abordagens em epistemologias: Bachelard, Morin e a epistemologia da complexidade. Transformação, Campinas, v. 17, n.2, p. 101-109, ago. 2005. Disponível em: . Acesso em: 16/07/2019.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação. 3ª ed. São Paulo: Centauro, 2005.

______. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011a.

______. Pedagogia do oprimido. 50ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011b.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia. Ijuí: Unijuí,1998.

JAPIASSU, H. Introdução ao pensamento epistemológico. 2ª ed. Rio de Janeiro: F. Alves, 1977.

MARQUEZAN, F. F.; CANCIAN, V. A.; FERNANDES, T. Epistemologia da prática e suas implicações no agir docente. In: VII Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 2008, Itajaí. Anais... Itajaí: Univali, 2008. P. 01-11.

MARTINS, A. F. P. Concepções de estudantes acerca do conceito de tempo: uma análise a luz da epistemologia de Gaston Bachelard. 2004. 218 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Disponível em:. Acesso em 08/05/20017.

MELO, A. C. S. Contribuições da epistemologia histórica de Bachelard no estudo da evolução dos conceitos da óptica. 2005. 198 f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2005. Disponível em: . Acesso em: 08/05/2107.

MOREIRA, M. A.; MASSONI, N. T. Epistemologias do Século XX. São Paulo: E.P.U., 2011.

NETO, J. H. D. Epistemologia da Prática: fundamentos teóricos e epistemológicos orientadores da formação de professores que atuam na Educação Básica. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 10, n. 21, p. 48-69, jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 12/06/2017.

OLIVEIRA, K. B. Atividades experimentais no ensino de Biologia em escolas públicas do estado do Rio Grande do Norte, Brasil: caracterização geral e concepção de professores. 2010. 120 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010. Disponível em: . Acesso em: 12/05/2107.

PADRÓN, J. Tendencias Epistemológicas de la Investigación Científica en el Siglo XXI. Cinta de Moebio, Santiago-Chile, n. 28, p. 01- 32, mar. 2007. Disponível em: . Acessado em: 09/07/2019.

PEREIRA, W. S. C.; GHEDIN, E. A epistemologia de Paulo Freire e suas contribuições para o ensino de ciências no mundo contemporâneo. ARETÉ – Revista Amazônica de Ensino de Ciências, Manaus.v.3, n.5, p. 52-65, mai. 2010. Disponível em: < http://periodicos.uea.edu.br/index.php/arete/article/view/373/372 >. Acessado em: 02/05/2017.

PIMENTA, A. C. Resenha: Introdução ao pensamento complexo de Edgar Morin. Revista Científica da FHO|UNIARARAS, on-line, Arararas, v. 1, n. 2, p. 33-37, 2013. Disponível em: . Acesso em: 26/05/2017.

PUENTES, R. V.; AQUINO, O. F.; FAQUIM, J. P. S. Las investigaciones sobre formación de profesores en América Latina: un análisis de los estudios de estado del arte (1985-2003). ¬Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 9, n. 3, p. 221-230, set./dez., 2005. Disponível em: . Acesso em: 09/04/2017.

RESCHER, N. Epistemology: an introduction to the theory of knowledge. Albany: SUNY Press, 2003.

SALES K. M. B.; GALEFFI, D. A. A epistemologia e filosofia freiriana como interface para análise cognitiva telematicamente mediada. In: VIII Colóquio Internacional Paulo Freire, 2013, Recife. Educação como Prática da Liberdade: saberes, vivências e (re)leituras em Paulo Freire, v. único, 2013. Disponível em: . Acessado em: 01/05/2017.

SANTOS, M. A.R. Reforma da Educação: O “entendimento da complexidade” pela busca do sujeito complexo. In: Encontro Brasileiro de Estudos da Complexidade – EBEC, 1, 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: EBEC, 2005. Disponível em: . Acesso em: 21/05/2017.

SANTOS, S. L.; GHEDIN, E. O conceito de epistemologia e suas implicações ao ensino de ciências. In: ____ (Org.). O Ensino de ciências e suas epistemologias. Boa Vista: EDUFRR, 2017.

SAUL, A. M.; SILVA, A. F. G. Uma leitura a partir da epistemologia de Paulo Freire: a transversalidade da ética na educação, currículo e ensino. Revista Cocar, Belém, v. 6, n. 11, p. 7-15, jan./jul., 2012. Disponível em: . Acessado em: 03/05/2017.

SILVA, R. H. R.; GAMBOA, S. S. Análise epistemológica da pesquisa em educação especial: a construção de um instrumental de análise. Atos de pesquisa em educação -ppge/me furb, Blumenau, v. 6, n. 2, p. 373-402, mai./ago., 2011. Disponível em: . Acessado em: 29/03/2017.

SILVA, R. H. DOS R. Tendências epistemológicas da pesquisa em educação especial no Brasil: a análise das dissertações e teses do PPGEEs/UFSCar. Filosofia e Educação, on-line, Campinas, v. 2, n. 2, p. 227-246, mar., 2011. Disponível em: . Acessado em: 10/07/2019.

SOARES, M. Alfabetização no Brasil: o estado do conhecimento. Brasília: Inep/MEC-Reduc, 1989. Disponível em: . Acessado em: 12/06/2017.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16 ª ed. Petrópolis: Vozes,2014.

______. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, Belo Horizonte, n. 13, p. 5-24, jan./abr., 2000. Disponível em: . Acessado em 08/06/2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.26571/REAMEC.a2019.v7.n2.p62-90.i8557

Apontamentos

  • Não há apontamentos.