CONTEXTUALIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: CONCEPÇÕES DE FUTUROS PROFESSORES

Jadson de Souza Conceição, Gilson Bispo de Jesus, Zulma Elizabete de Freitas Madruga

Resumo


O presente estudo é fruto de inquietações referentes à formação inicial do professor de Matemática frente a uma prática contextualizada. Objetivou-se investigar de que maneira futuros professores de Matemática, compreendem a contextualização no processo de Ensino de Matemática. A pesquisa, de abordagem qualitativa, teve como questões centrais a natureza das concepções dos futuros professores acerca da contextualização e o modo como eles poderão concretizar sua prática em uma perspectiva contextualizada. A análise dos dados revelou como os futuros professores concebem a contextualização no processo de ensino de matemática.


Palavras-chave


Ensino de Matemática, Formação Inicial de Professores, Contextualização.

Texto completo:

PDF

Referências


BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à Teoria e aos Métodos. Porto: Editora Porto, 1994.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Matemática, Bacharelado e Licenciatura. 2001. Disponível em: . Acesso em: 10 Fev. 2015.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: RESOLUÇÃO CEB nº 3, de 26 de junho de 1998b. Disponível em: . Acesso em 12 Mar. 2015.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias Brasília: MEC/SEB, 2000. Parte III. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/cp/v40n140/a1540140.pdf>. Acesso em: 15 Mar. 2015.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEB, 2006. v. 2. Disponível em: . Acesso em: 15 Mar. 2015.

BRASIL. Secretaria do Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais – Matemática – 5ª a 8ª séries. Brasília: MEC/SEF, v. 3. 1998a. Disponível em: . Acesso em: 10 Fev. 2015.

BRITO, A. J.; ALVES, F. T. O. Profissionalização e saberes docentes: análise de uma experiência em formação inicial de professores de matemática. In: NACARATO, A. M.;

PAIVA, M. A. V. (Orgs.). A formação do professor que ensina Matemática: perspectivas e pesquisas. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p. 27 – 42.

D’AMBROSIO, U. Sociedade, cultura, matemática e seu ensino. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 1, jan/mar. 2005. Disponível em: . Acesso em: Mar. 2015.

FERNANDES, S. S. A contextualização no ensino de Matemática – um estudo com alunos e professores do ensino fundamental da rede particular de ensino do Distrito Federal. 2006. 16f. Trabalho Monográfico (graduação) – Universidade Católica de Brasília, Brasilia, 2006. Disponível em: . Acesso em: 12 Mar. 2015.

FIORENTINI, D; CASTRO, F. C. Tornando-se professor de Matemática: o caso de Allan em prática de ensino e estágio supervisionado. In: FIORENTINI, D. (org). Formação de professores de matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado de Letras, 2003, p. 121-156.

FÜRKOTTER, M; MORELATTI, M. R. M. A articulação entre teoria e prática na formação inicial de professores de Matemática. Educação Matemática Pesquisa, v. 9, p. 319 – 334, 2007.

JARAMILLO, D. Processos metacognitivos na (re)constituição do ideário pedagógico de licenciandos em matemática. In: FIORENTINI, D. (org.). Formação de professores de matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado de Letras, 2003, p. 87-120.

MAIOLI, M. A contextualização na matemática do Ensino Médio. 2012. 210 p. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP, São Paulo, 2012.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. 2ed. Ijuí: Editora Unijuí: 2013.

MOREIRA, P. C.; DAVID, M. M. M. S. A formação matemática do professor: licenciatura e prática docente escolar. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

PIRES, C. M. C. Novos desafios para os cursos de licenciatura em matemática. Educação Matemática em Revista, São Paulo, n. 8, p. 10 – 15, 2000.

PIRES, C. M. C. Reflexões sobre os cursos de Licenciatura em Matemática, tomando como referência as orientações propostas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores da Educação Básica. Educação Matemática em Revista, São Paulo, n. 11a (abr.), p. 44 – 56, 2002.

RICARDO, E. C. Competências, interdisciplinaridade e contextualização: dos Parâmetros Curriculares Nacionais a uma compreensão para o ensino das ciências. 2005. 249 p. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2005.

ROSEIRA, N. A. Educação Matemática e valores: concepções dos professores à construção da autonomia. Brasília: Liber Livro, 2010.

SOUZA, N. F. Concepções de professores acerca da contextualização. 2011. 41f. Trabalho Monográfico (graduação) – Centro de Formação de Professores, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Amargosa, 2011.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16 ed. Petrópolis – RJ: Vozes, 2014.

TOMAZ, V. S.; DAVID, M. M. M. S. Interdisciplinaridade e aprendizagem da Matemática em sala de aula. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. (Coleção Tendências em Educação Matemática).

TUFANO, W. Contextualização. ln: FAZENDA, I. C. (Org.). Dicionário em Construção: Interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2001. P. 40 – 41.




DOI: http://dx.doi.org/10.26571/REAMEC.a2018.v6.n2.p291-309.i6941

Apontamentos

  • Não há apontamentos.