A EDUCAÇÃO INFANTIL NA EDUCACAO DO CAMPO: UM OLHAR A PARTIR DAS PRODUÇÕES DA ANPED DOS ANOS DE 2012 A 2016

Agda Monteiro de Souza, Lucinete Gadelha da Costa

Resumo


Este artigo tem como objetivo identificar as pesquisas que buscam contribuir para o desenvolvimento curricular da educação infantil no contexto do campo. O procedimento metodológico na construção deste estudo foi realizado a partir do estado da arte que segundo Ferreira (2002) trata-se de um inventário descritivo, cujo principal objetivo é criar um quadro panorâmico das pesquisas realizadas em torno de temas específicos. Assim, realizamos o levantamento dos trabalhos apresentados e publicados nos anais da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) entre os anos de 2012 a 2016 voltadas a educação infantil no contexto do campo. Os movimentos sociais populares do campo reivindicam o direito a uma educação contextualizada, voltada aos reais interesses dos povos que habitam e trabalham nos diversos campos brasileiro. As experiências de aprendizagens nos trabalhos mapeados, ratificam o que já nos propomos investigar que envolve a formação profissional dos docentes, se os professores residem na comunidade onde a escola está localizada, e ainda, se na prática pedagógica e no brincar das crianças há elementos naturais tais como água, árvores, gravetos, folhas, frutos, sementes ou qualquer elemento da fauna e flora local.

Palavras-chave


Educação Infantil; Educação do Campo; Pesquisa

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel G.; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna. (Orgs). Por uma educação do campo. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

BATISTA, M. do S. X. A infância para o movimento dos trabalhadores rurais sem terra – MST: lugar de criança é no movimento. In: Anais do XXIII encontro de pesquisa educacional do nordeste: educação e cidadania. vol. 2. Terezina: EDUFPI, 2016, pg. 784-799.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução MEC/CNE/CEB nº 2 de 2008. Diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Brasília, DF, 2008.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução MEC/CNE/CEB n º 5/2009. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília/DF, 2009.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas estado da arte. Educação & Sociedade, ano XXIII, no 79, p. 257-272, Ago, 2002.

GONÇALVES, S. de N. B.; AVIZ, F. R. S. O currículo da educação infantil do campo: a experiência da EMEI Cantinho do Saber na Vila de Aturiaí no município de Augusto Corrêa-PA. In: Anais da 1ª reunião científica ANPED norte: políticas públicas e formação humana: desafios para a educação Panamazônica. Belém, PA. 2016, pg. 1358-1373.

RODRIGUES, V. R.; LIMA, L. L. O. O trabalho docente na educação infantil no contexto da escola rural. In: Anais do XIII encontro de pesquisa em educação da região centro-oeste: projeto nacional de educação: desafios éticos, políticos e culturais. Brasília: Universidade de Brasília, 2016.

SILVA, Ana Paula Soares da; PASUCH, Jaqueline; SILVA, Juliana Bezzon da. Educação Infantil do Campo. São Paulo: Cortez, 2012.

SILVA, A. P. S.; PASUCH, J. Orientações Curriculares Nacionais para a Educação Infantil do Campo. In: I Seminário Nacional: Currículo em Movimento – Perspectivas Atuais, 2010, Belo Horizonte. I Seminário Nacional em Movimento – Perspectivas Atuais, 2010.

SILVA, C. V. M.; SODRÉ, L. G. P. O brincar das crianças do campo: uma proposta de análise. In: Anais do XXIII encontro de pesquisa educacional do nordeste: questões sobre a educação e ensino. vol. 4. Terezina: EDUFPI, 2016, pg. 29-4.




DOI: http://dx.doi.org/10.26571/2318-6674.a2017.v5.n2.p201-214.i5419

Apontamentos

  • Não há apontamentos.