A GEOMETRIA NA FORMAÇÃO DE NORMALISTAS EM TEMPOS DE ESCOLA NOVA: APROPRIAÇÕES MINEIRAS NA DÉCADA DE 1930

Maria Cristina Araújo de Oliveira

Resumo


O artigo apresenta uma análise da presença da geometria na formação de normalistas no estado de Minas Gerais na década de 1930, no âmbito do movimento da escola nova. Foram examinados documentos da legislação mineira sobre a formação de professores primários no período, quando sob a influência dos ideais escolanovistas, são implantadas reformas, acompanhadas da criação da Escola de Aperfeiçoamento e da Revista do Ensino na década de 1920. A legislação que regulamenta a Escola de Aperfeiçoamento e volumes da Revista do Ensino também constituíram fontes para o presente estudo. Por meio da análise da Revista do Ensino pode-se perceber que uma das apropriações para o ensino ativo de geometria é a utilização de jogos como metodologia. No âmbito do estudo da forma, a construção de um jardim foi uma das atividades propostas para a exploração do conceito de área de polígonos e círculos.
Palavras ch

Palavras-chave


História da educação matemática; Geometria na formação de professores primários; Ensino de geometria ativa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.26571/2318-6674.a2014.v2.n1.p4-14.i5292

Apontamentos

  • Não há apontamentos.