Administração educacional na sede do governo Republicano entre 1922 e 1935

André Luiz PAULILO

Resumo


O artigo identifica aspectos da história da administração escolar no Rio de Janeiro nas décadas de 1920 e 1930 mediante análise dos livros O ensino na capital do Brasil, Novos caminhos e novos fins e Educação pública: administração e desenvolvimento. O estudo de conteúdo dessa produção possibilitou um panorama do conhecimento sobre administração escolar no Rio de Janeiro durante as gestões de Carneiro Leão, de Fernando de Azevedo e de Anísio Teixeira. As análises da historiografia da educação fundamentaram a investigação das condições de administração educacional no país e permitiram identificar processos de constituição do seu modelo racional burocrático.

 

Palavras-chave: História da Administração Escolar. Políticas Públicas de Educação. Reforma Educacional. Escolarização moderna


Palavras-chave


História da administração escolar; Reforma da educação; Fernando de Azevedo; Anísio Teixeira

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, F. Novos caminhos, novos fins: a nova política de educação no Brasil. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1931.

CARNEIRO LEÃO, A. Planejar e agir. Rio de Janeiro: Jornal do Commercio, 1942.

CARVALHO, M.M.C. O manifesto e a liga internacional pela Educação Nova. In: XAVIER, M.C. (org.). Manifesto dos pioneiros da educação: um legado educacional em debate. Rio de janeiro: FGV, 2004, p.147-181.

______. O novo, o velho, o perigoso: relendo A Cultura Brasileira. Cadernos de Pesquisa, n.º 71, p. 29-35, nov. 1989.

______. O território do consenso e a demarcação do perigo: política e memória do debate educacional dos anos 30. In: FREITAS, M.C (org.). Memória intelectual da educação brasileira. Bragança Paulista: EDUSF, 1999, p. 17-30.

______. Reformas da instrução pública. In: LOPES, E.M.T; FARIA FILHO, L.M; VEIGA, C.G. (org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 225-251.

FARIA FILHO, L.M. A legislação escolar como fonte para a História da educação: uma tentativa de interpretação. In. ______ (org.). Educação, modernidade e civilização. Belo Horizonte: Autêntica, 1998, p. 89-125.

GANDINI, R.C. Tecnocracia, capitalismo e educação em Anísio Teixeira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

LOPES, S.C. Oficina de mestres: História, memória e silêncio sobre a Escola de Professores do Instituto de Educação do Rio de Janeiro (1932-1939). Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

MENDONÇA, A.W. Anísio Teixeira e a Universidade de Educação. Rio de Janeiro: Eduerj, 2002.

______. O educador: de intelectual a burocrata. Educação e Sociedade, ano XVIII, n.º 58, p. 156-172, jul. 1997.

NAGLE, J. Educação e sociedade na primeira República. São Paulo: EPU; EDUSP, 1974.

NUNES, C. A escola nova no Brasil: do estado da arte à arte do estudo. In.: GVIRTZ, S. (org.). Escuela Nueva en Argentina y Brasil: visiones comparadas. Buenos Aires: Miño y Dávila Editores S.R.L., 1995, p. 13-37.

______. A escola redescobre a cidade: reinterpretação da modernidade pedagógica no espaço urbano carioca (1910-1935). Tese de Concurso para Professor Titular em História da Educação do Departamento de Fundamentos Pedagógicos da ESSE/UFF. UFF, Niterói, 1993.

______. Anísio Teixeira: a poesia da ação. Bragança Paulista: EDUSF, 2000.

______. Cultura escolar, modernidade pedagógica e política educacional no espaço urbano carioca. In: HERSCHMANN, M.; KROPF, S.; NUNES, C. Os missionários do progresso: médicos, engenheiros e educadores no Rio de Janeiro – 1870-1937. Rio de Janeiro: Diadorim, 1996. p. 155-224.

______. História da educação brasileira: novas abordagens de velhos objetos. Teoria & Educação, n.º 06, p. 151-182, 1992.

PENNA, M. L. Fernando de Azevedo: educação e transformação. São Paulo: Perspectivas, 1987.

REIS FILHO, C. A educação e a ilusão liberal: origens da escola pública paulista. Campinas: Autores Associados, 1981.

ROCHA, M. B. M. Matrizes da modernidade republicana: cultura política e pensamento educacional no Brasil. Campinas: Autores Associados; Brasília: Plano, 2004.

SANDER, B. Administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília: Liber Livro, 2007.

SILVA, J. C. S. A reforma Fernando de Azevedo e o meio social carioca: tempos de educação nos anos 1920. In: VIDAL, D. (org.). Educação e reforma: o Rio de Janeiro nos anos 1920-1930. Belo Horizonte: Argvmentvm, 2008, p. 111-143.

______. A reforma Fernando de Azevedo: tempos escolares e sociais (Rio de Janeiro, 1927-1930). Dissertação (Mestrado), FEUSP, São Paulo, 2004.

SOUZA, L.M. O sol e a sombra: política e administração na América Portuguesa do século XVIII. São Paulo: Cia das Letras, 2006.

TAVARES, F. Na marcha do ensino: organização burocrática do ensino Estadual no São Paulo Republicano – 1892-1910. Tese (Doutorado), FEUSP, São Paulo, 2004.

TEIXEIRA, A. Palavras proferidas pelo Diretor Geral de Instrução Pública no momento da inauguração do curso de Administração escolar na Escola de Professores do Instituto de Educação do Distrito Federal. In: CARNEIRO LEÃO, A. Planejar e agir. Rio de Janeiro: Jornal do Commercio, 1942, p. 23-25.

VIDAL, D. Desembaraçando algumas falas: aspectos das reformas Fernando de Azevedo e Anísio Teixeira no Distrito Federal (1927-1935). Cadernos de História e filosofia da educação. v. II, n.º 04, p. 75-98, 1998.

______. et. ali. A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação brasileira. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n.º 01, p. 139-160, jan./abr. 2004.

______. O exercício disciplinado do olhar: livros, leituras e práticas de formação docente no Instituto de Educação do Distrito Federal (1932-1937). Bragança Paulista: EDUSF, 2001.

______. Fragmentos para uma História da educação no Distrito Federal (1930-1935): análise do Boletim de Educação Pública. São Paulo: FEUSP, 1992, mimeo.

WARDE, M. J. Legado e legatários: questões sobre o Manifesto dos pioneiros da educação nova. In.: XAVIER, M.C. (org.). Manifesto dos pioneiros da educação: um legado educacional em debate. Rio de Janeiro: FGV, 2004, p. 221-240.




DOI: http://dx.doi.org/10.29286/rep.v26i61.2197

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


     
 
 

Fontes de Indexação:

        
 
 
 
R. Educ. Públ. Cuiabá:UFMT. Av. Fernando Corrêa da Costa, 2367, Boa Esperança. Cuiabá-MT, Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, sala 02 térreo.. CEP: 78.060-900 – Telefone: (65) 3615-8466. Homepage: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica; E-Mail: rep@ufmt.br
 
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License
 
 
 

 

contador de visitantes Acessos

Design e editoração eletônica