FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL: ANÁLISE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS E IMPLICAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL

Luiz Gustavo Bonatto Rufino, Larissa Cerignoni Benites, Samuel de Souza Neto

Resumo


Objetivou-se analisar o processo de desenvolvimento das políticas públicas relacionadas à formação de professores de Educação Física no Brasil, assinalando os principais avanços, bem como as questões que ainda precisam ser melhores compreendidas. Para isso, realizou-se uma análise documental da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) visando compreender as transformações históricas e as principais concepções formativas ao longo do tempo. Os resultados foram divididos em três categorias: Educação Física no Brasil e as políticas públicas; Análise dos documentos e implicações para a formação na Educação Física; Desenvolvimento da prática na Educação Física e suas relações com as políticas públicas. A análise dos documentos elucidou que pouca atenção tem sido destinada às especificidades da EF. Assim, no âmbito das políticas públicas é fundamental analisar não apenas seus conteúdos latentes, mas também as relações apresentadas e suas configurações sociais estabelecidas.


Palavras-chave


Formação de Professores; Profissionalização do Ensino; Educação Física; Políticas públicas; Teoria dos Campos

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Silvia Cristina Franco; PEREIRA, Ana Paula Cunha. Reflexões sobre a produção em políticas públicas de Educação Física, Esporte e Lazer. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 3, n. 1, p. 41-56, 2009.

AZEVEDO, Ângela Celeste Barreto de; MALINA, André. Memória do currículo de formação profissional em educação física no Brasil. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 25, n. 2, p. 129-142, 2004.

BALL, Stephen J. Educational reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BALL, Stephen J.; BOWE, Richard. Subject departments and the “implementation” of National Curriculum policy: an overview of the issues. Journal of Curriculum Studies, v. 24, n. 2, p. 97-115, 1992.

BENITES, Larissa Cerignoni; SOUZA NETO, Samuel de; HUNGER, Dagmar. O processo de constituição histórica das diretrizes curriculares na formação de professores de educação física. Educação e Pesquisa, v. 34, n. 2, p. 343-360, 2008.

BETTI, Irene Conceição Rangel; BETTI, Mauro. Novas perspectivas na formação profissional de educação física. Motriz, v. 2, n. 1, p. 10-15, 1996.

BOURDIEU, Pierre. Questions de sociologie. Paris: Les Éditions de Minuit, 1984.

BOURDIEU, Pierre. A representação política: Elementos para uma teoria do campo político. In: BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

BOURDIEU, Pierre. Le champ economique. Actes de la recherche en sciences sociales, v. 119, n. 1, p. 48-66, 1997.

BOURDIEU, Pierre. Practical reason. On the theory of action. Cambridge: Polity Press, 1998.

BOURDIEU, Pierre. Pascalian meditations. Cambridge: Polity; Stanford: Stanford University Press, 2000.

BOURDIEU, Pierre; WACQUANT, Loïc. Invitation to a reflexive sociology. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

BOWE, Richard; BALL, Stephen J.; GOLD, Anne. Reforming education & changing school: case studies in policy sociology. London: Routledge, 1992.

BRACHT, Valter. Educação física & ciência: cenas de um casamento (in) feliz. Ijuí, RS: Unijuí, 1999.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. 3ª versão do parecer. Diretrizes Curriculares Nacionais e Base Nacional Comum para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica. 18 de setembro de 2019. 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Lei n.º 4024, de 20 de dezembro de 1961. 1961.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Lei n.º 5692, de 11 de agosto de 1971. 1971.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução n.º 3, de 16 de junho de 1987. Diário Oficial, Brasília, 172. 1987.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 292 p. 1988.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. 1996.

BRASIL. Lei nº 9696, de 1 setembro de 1998. Dispõe sobre a regulamentação da Profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Conselhos Regionais de Educação Física. 1998.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei nº10328, de 12 de dezembro. 2001.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei nº 10793, de 1 de dezembro. 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Proposta Preliminar. Terceira Versão – Revista. Brasília, DF: Secretaria da Educação Básica. 2017.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. 2017.

BRZEZINSKI, Iria. Tramitação e desdobramentos da LDB/1996: embates entre projetos antagônicos de sociedade e de educação. Trabalho, educação e saúde, v. 8, n. 2, p.185-206, 2010.

DUBOIS, Vincent. The fields of public policy. In: HILGERS, Mathieu; MANGEZ, Eric (Orgs.). Bourdieu’s theory of social fields: concepts and applications. Abingdon: Routledge, 2015.

FARAH, Marta Ferreira Santos. Análise de políticas públicas no Brasil: de uma prática não nomeada à institucionalização do “campo de públicas”. Revista administração pública, v. 50, n. 6, p. 959-979, 2016.

HILGERS, Mathieu; MANGEZ, Eric. Bourdieu’s theory of social fields: concepts and applications. Abingdon: Routledge, 2015.

IGLESIAS, María Elinor Duzaides; GÓMEZ, Ana María Molina. Análisis documental y de información: dos componentes de un mismo proceso. ACIMED, v. 12, n. 2, p. 1-5, 2004.

KIRK, David. Physical education futures. Londres: Routledge, 2010.

KIRK, David; HAERENS, Leen. New research programmes in physical education and sport pedagogy. Sport, education and society, v. 19, n. 7, p. 899-911, 2014.

LISAHUNTER; SMITH, Wayne; EMERALD, Elke. Pierre Bourdieu and physical culture. Londres: Routledge, 2015.

MAINARDES, Jefferson; MARCONDES, Maria Inês. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação e sociedade, v. 30, n. 106, p. 303-318, 2009.

MOREIRA, Sônia Virgínia. Análise documental como método e como técnica. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (Orgs.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

OLIVEIRA, Adolfo Samuel de; BUENO, Belmira Oliveira. Formação às avessas: problematizando a simetria invertida na educação continuada de professores. Educação & pesquisa, v. 39, n. 4, p. 875-890, out./ dez., 2013.

SILVA, Marilda. O habitus professoral: o objeto dos estudos sobre o ato de ensinar na sala de aula. Revista brasileira de educação, v. 1, n. 29, p. 152-164, mai./ ago., 2005.

SILVA, Marilda. Habitus professoral e habitus estudantil: uma proposição acerca da formação de professores. Educação em revista, v. 27, n. 3, p. 335-360, dez., 2011.

SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão de literatura. Sociologias, v. 8, n. 16, p. 20-45, 2006.

SOUZA, Jacqueline de; KANTORSKI, Luciane Prado; VILLAR LUIS, Margarita Antonia. Análise documental e observação participante na pesquisa em saúde mental. Revista baiana de enfermagem, v. 25, n. 2, p. 221-228, 2011.

SOUZA NETO, Samuel de. A educação física na universidade: licenciatura e bacharelado: as propostas de formação profissional e suas implicações teórico-práticas. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. 1999.

SOUZA NETO, Samuel de; SILVA, Vandeí Pinto da. Prática como componente curricular: questões e reflexões. Revista diálogo educacional, v. 14, n. 43, p. 889-909, set./ dez., 2014.

WEBER, Max. Essays in sociology. New York: Oxford University Press, 1946.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Corpoconsciência

Revista Corpoconsciência

Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Mato Grosso - FEF/UFMT

Avenida Fernando Correa da Costa, 2367, Boa Esperança, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, CEP 78060-900

E-mail: ecmmoreira@uol.com.br