“VIVENDO E APRENDENDO A JOGAR”: IMPLICAÇÕES EPISTEMOLÓGICAS E AS RACIONALIDADES DO JOGO NO CAMPO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Luiz Gustavo Bonatto Rufino

Resumo


O estudo objetivou analisar e compreender as relações entre o fenômeno do jogo e suas interfaces com o campo da formação de professores, no que se refere às diferentes racionalidades que tangenciam seu ensino e formação e as possibilidades vinculadas ao paradigma da epistemologia da prática no decorrer desse processo. Para isso, dividiu-se o trabalho em três itens: o primeiro se refere às compreensões dos processos de formação na Educação Física e suas racionalidades; o segundo se relaciona às compreensões do jogo dentro dos limites da perspectiva aplicacionista; o terceiro se vincula à investigação dos modos de apropriação do jogo na escola e seus desdobramentos. Conclui-se que a transformação da visão utilitarista do jogo a partir da consolidação do paradigma da complexidade se traduz na eminência de processos formativos que suplantem a lógica aplicacionista pautando-se nos desafios da fundamentação do paradigma da epistemologia da prática e sua racionalidade adjacente.


Palavras-chave


Jogo; Práticas Corporais; Epistemologia da Prática; Formação de Professores; Educação Física Escolar

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Rubem. A caixa de brinquedos. Folha de São Paulo, São Paulo, 27 de julho de 2004. Coluna. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2020.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus, 1984.

BOURDIEU. Pierre. Sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Terceira versão revista. Brasília, DF: Secretaria da Educação Básica, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: educação física: 3º e 4º ciclos. Brasília, DF, 1998.

BETTI, Irene Conceição Rangel; BETTI, Mauro. Novas perspectivas na formação profissional de educação física. Motriz, v. 2, n. 1, p. 10-15. 1996.

BROUGÈRE, Gilles. Jogo e educação. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1998.

CAILLOIS, Roger. Os jogos e os homens. Lisboa, Portugal: Cotovia, 1990.

FORMOSINHO, José. Formação de professores: aprendizagem profissional e acção docente. Porto, Portugal: Porto, 2009.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

FREIRE, João Batista; SCAGLIA, Alcides José. Educação como prática corporal. São Paulo: Scipione, 2003.

FREIRE, João Batista. O jogo: entre o riso e o choro. Campinas, SP: Autores Associados, 2002.

FREIRE, João Batista. Da escola para a vida. In: FREIRE, João Batista; VENÂNCIO, Silvana (Orgs.). O jogo dentro e fora da escola. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

GAUTHIER, Clermont e colaboradores. Por uma teoria da pedagogia: Pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí, RS: Unijuí, 2013.

GOODSON, Ivor F. Conhecimento e vida profissional: estudos sobre educação e mudança. Porto, Portugal: Porto, 2008.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 1992.

KIRK, David. Physical education futures. Abingdon, Inglaterra: Routledge, 2010.

RUGIU, Antonio S. Nostalgia do mestre artesão. Campinas, SP: Autores Associados, 1999.

SCAGLIA, Alcides José. O futebol e os jogos/brincadeiras de bola com os pés: todos semelhantes, todos diferentes. 2003. 164f. Tese (Doutorado em Educação Física). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2013.

SCHÖN, Donald A. The reflective practitioner: how professionals think in action. EUA: Basic Books, 1983.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: Elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Corpoconsciência

Revista Corpoconsciência

Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Mato Grosso - FEF/UFMT

Avenida Fernando Correa da Costa, 2367, Boa Esperança, Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, CEP 78060-900

E-mail: ecmmoreira@uol.com.br